Os pontos nos Is



Xavi Hernandéz foi anunciando no passado dia 5 deste mês como o novo treinador do FC Barcelona. Durante os primeiros dias de trabalho, as 10 novas regras impostas pelo espanhol foram destaque um pouco por toda a imprensa. São elas:

  1. Os jogadores têm que estar no centro de treino uma hora e meia antes da sessão de trabalho. Até agora os atletas chegavam pouco tempo antes do início das mesmas, mas agora isso muda com o objetivo de ter tempo para se preparar para os treinos e para os jogadores tomarem um pequeno-almoço tranquilo ou de fazer palestras individuais;

  2. A equipa técnica deve apresentar-se duas horas antes da sessão de trabalho. Xavi será o primeiro a dar o exemplo. A ideia é que quando os jogadores começarem a chegar tudo esteja a postos para o início da sessão;

  3. Os jogadores são obrigados a almoçar na cidade desportiva. Deixa de haver a opção de comer fora, passando todos os jogadores da equipa principal a almoçar no centro de treinos do clube, sob os parâmetros definidos pelos nutricionistas do Barcelona. O objetivo é ajudar a prevenir lesões e melhorar a preparação física;

  4. Voltam as multas. Desde a saída de Luis Enrique que deixaram de existir multas por faltas leves, graves ou muito graves. O argumento era que os jogadores são profissionais e sabem o que têm ou não de fazer. Com Xavi volta a haver um rígido código de conduta. Os futebolistas passam a ter consequências caso desrespeitem o clube, o treinador ou os colegas;

  5. Valor das multas aumenta em caso de reincidência;

  6. Os jogadores estão proibidos de chegar a casa para lá da meia noite 48 horas antes dos jogos;

  7. Meritocracia. Para ser titular nos jogos é preciso mostrar compromisso e dar tudo nos treinos;

  8. Controlo das atividades extradesportivas. Os jogadores podem participar em outras atividades, mas estas não podem comprometer o rendimento dentro de campo. Não se podem fazer viagens particulares de muitas horas de avião durante a época sem a autorização explícita do treinador;

  9. Proibição de atividades de risco. Surfar ou andar de bicicleta elétrica está fora de questão;

  10. Boa imagem e «barcelonismo». Os jogadores têm de ser os primeiros a dar o exemplo. Têm de mostrar simpatia para com os adeptos, promover o «barcelonismo», bem como adotar atitudes responsáveis.

Não são regras inovadoras. Pelo contrário, são absolutamente básicas. E o facto de serem novidade no Barcelona ajuda a explicar o momento caótico dos catalães – não só os maus resultados mas também a notória desconexão entre o ex-treinador e a equipa.


Um dos maiores desafios de um líder de uma equipa é manter a mesma focada e comprometida com o processo. Para que o todo funcione é imperativo que cada parte cumpra a sua função. E nesse sentido, independentemente da liderança ser mais rígida ou mais flexível, existem sempre regras simples que sancionam quem se afasta do caminho a seguir e compromete o rendimento coletivo. E foi apenas isso que Xavi fez. O espanhol limitou-se a colocar os pontos nos Is, de forma a assegurar que todos remam para o mesmo lado e a punir quem não o faz.


Assim, as medidas impostas pelo novo treinador do Barcelona serem notícia no clube revela o vazio de liderança e rigor até então. Um facilitismo completo que, tal como seria de prever, não alcançou bons resultados.