Dupla lusa à conquista da Turquia



O Fenerbahçe prepara-se para atacar a próxima temporada com cunho português. Se por um lado Jorge Jesus foi o escolhido para assumir o comando técnico, Mário Branco foi nomeado o novo diretor de operações do clube, ficando responsável por tudo o que está relacionado com a operacionalização do futebol da equipa principal do emblema turco.


Istambul terá, assim, uma dupla lusa à procura de acordar um gigante adormecido, já que o Fenerbahçe é o segundo clube com mais títulos a nível nacional mas vive um jejum de troféus que dura desde 2014, em todas as competições. Mário Branco será o braço-direito de Jorge Jesus na preparação de uma temporada em que a conquista do título é o principal objetivo, como, de resto, assumiu o técnico amadorense na sua apresentação, sendo que o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões é também uma grande ambição do clube, ainda que hajam potenciais grandes obstáculos na qualificação, entre os quais o Benfica.


Até ao momento, os canários amarelos já garantiram dois reforços, ambos com passado em Portugal, e é provável que esse padrão se venha a repetir novamente no futuro, dado o conhecimento que Jorge Jesus e Mário Branco têm do campeonato português e dos jogadores portugueses.


Lincoln, ex-Santa Clara, foi a primeira contratação do turcos para a próxima temporada, numa transação que custou 3.50M€ aos cofres do clube. Uma grande movimentação de mercado por parte do Fenerbahçe, que garantiu um dos destaques da Liga Bwin da época transata por um valor muito acessível. Com apenas 23 anos (fará 24 em novembro), o médio brasileiro é muito participativo, forte entre linhas e em espaços curtos, e tem uma grande capacidade para ligar o jogo, à qual alia um último passe de enorme qualidade. Além disso, o esquerdino é um exímio batedor de bolas paradas, sejam cantos ou livres. O seu impacto dependerá muito da forma como se encaixará no modelo de Jorge Jesus, sendo que pode atuar tanto nas faixas como no centro, onde se sente mais confortável.


Já dos Países Baixos chegou o segundo reforço para o treinador português. Bruma rumou à Turquia oriundo do PSV, num empréstimo que contempla uma cláusula de compra obrigatória no valor de 4.00M€. O extremo, que já conhece o país e a cidade pelo que a adaptação não será um problema, parte preferencialmente da esquerda para procurar movimentos interiores e oferece velocidade e irreverência. Com capacidade para desequilibrar e forte no drible, Bruma pode ser um trunfo importante para desbloquear jogos mais "amarrados" e, caso consiga inverter a irregularidade exibicional que por vezes apresenta (algo que o tem impedido de atingir outros patamares), tornar-se numa peça muito valiosa para a equipa.


Depois de duas operações interessantes, o Fenerbahçe vai procurar efetuar mais alguns ajustes a um plantel que conta, entre outros, com nomes como Miguel Crespo (que dá mais razões para uma aposta no talento da liga portuguesa, após uma época de estreia na Turquia de enorme nível), a fim de satisfazer os desejos de Jorge Jesus e lutar pelo tão ambicionado título. Para já, o clube está concentrado em alcançar a fase de grupos da Liga dos Campeões, que garantiria uma maior folga financeira para atacar o mercado. Para isso, o emblema turco terá de eliminar o Dínamo de Kiev na 2ª pré-eliminatória da prova, á qual se seguirá, em caso de sucesso, a 3ª pré-eliminatória e só depois o "play-off".